A ERA DIGITAL DO ENSINO, O PROFESSOR E O PODER PÚBLICO


*Antonio Goulart

Em plena Era Digital, uma pergunta que não quer calar é: como reter a atenção do aluno da em sala de aula? Antes de dar margem a qualquer pensamento crítico, o foco desse artigo não é questionar a capacidade de um professor. Ao contrário, é propor uma reflexão sobre como o Poder Público pode e deve auxiliar para que este profissional, fundamental para o futuro da nação, tenha condições plenas de exercer o seu papel.

O aluno da Era Digital independe de sua classe social, pois hoje em dia poucos são aqueles que não têm acesso a uma lanhouse ou smartphone. Assim, seu mundo está repleto de informações provenientes da internet e sua forma de adquirir conhecimento vai muito além da sala de aula. Logo, o desafio do professor, a cada dia, torna-se maior.

Uma das alternativas é fazer com que o local de ensino se modernize e conte com recursos que ajudem a prender a atenção e despertar o interesse do estudante. Afinal, quem se arrisca a manter cerca de 30 alunos atentos todos os dias, por pelo menos cinco horas, somente por meio da “explanação e uso do giz”? Com a presença da tecnologia tão intrínseca em nossa vida hoje, é fato que assistir a aulas completamente “analógicas” não é nada estimulante.

Só que essa solução para haver um aumento de concentração, motivação e, consequentemente, de aprendizado, muitas vezes, é entendida como sinônimo de acesso aos aparatos eletrônicos e ponto final.  De fato, dois estudos mostraram que o acesso à tecnologia e à internet ajudaram a melhorar as notas.

A Fundação Carlos Chagas concluiu, após avaliação dos alunos das escolas públicas de um município no interior do Piauí, que desde 2009 estudam com o apoio de lousas interativas, laptops individuais e softwares educativos, que os jovens melhoraram sua média de matemática em 8,3 pontos, enquanto os que não tiveram acesso à tecnologia avançaram apenas 0,2 ponto.

E a Unesco avaliou o desempenho de alunos de escolas públicas no interior de São Paulo, que usaram salas de aula com lousa digital e um computador por aluno. O avanço foi de duas a sete vezes em relação aos colegas em salas de aula comuns.

No entanto, como toda questão tem dois lados, há de se ressaltar também uma pesquisa do Ministério da Educação do Brasil, que mostrou que alunos que estudaram, por três anos, em escolas com computador estavam pelo menos seis meses atrasados no aprendizado em relação aos outros.

Dessa forma, fica a pergunta: o sucesso para que haja melhorias no aprendizado em plena Era Digital depende apenas dos equipamentos tecnológicos e da internet? Não. Definitivamente, não adianta substituir caderno por notebook conectado a rede mundial, quadro verde por lousa digital sem estratégia e conteúdos, sem aula preparada pelo professor de forma a fazer um verdadeiro uso dessa tecnologia.

Fim da equação. O sucesso da Era Digital do ensino ocorrerá somente quando duas ações ocorrerem simultaneamente: a inserção da tecnologia na sala de aula e um professor preparado para explorá-la ao lado de seus alunos. E para que tudo isso exista, ou melhor, coexista, é preciso antes um forte trabalho do Poder Público para identificar as tecnologias ideais ao lado do professor, e favorecer a preparação desse profissional a entrar em sala de aula preparado e seguro, pronto para apresentar o que sabe fazer de melhor: facilitar a transferência do conhecimento. Só que agora, com a tecnologia a seu favor.

Vereadores dizem quais são as prioridades do futuro mandato

 

ELVIS PEREIRA
DE SÃO PAULO

Os vereadores paulistanos iniciam na próxima terça (5) os trabalhos da 16ª legislatura da Câmara. E, por enquanto, parte deles não sabe -ou prefere não dizer- qual projeto deverá marcar sua passagem pela Casa nos próximos quatro anos.

sãopaulo procurou os 55 políticos, quase a metade em seu primeiro mandato, e fez duas perguntas:
1) Qual será o principal projeto que apresentará durante o mandato;
2) À qual área pretende se dedicar.

A maioria, 50, respondeu. Quatro optaram pelo silêncio e Conte Lopes (PTB) não foi localizado. Entre os que atenderam à reportagem, 31 mencionaram suas prioridades ou a primeira ideia que planejam levar adiante –parte deles, porém, resgatou projeto já apresentado na legislatura anterior. Os demais não elegeram um projeto ou responderam de forma genérica.

Não houve menção a homenagens, batismos de vias e novas datas, que na última legislatura corresponderam a mais de 80% dos projetos.As propostas envolvem principalmente a rede de saúde. Em segundo, questões voltadas à organização e a melhorias do espaço urbano. O restante aborda transporte, trânsito, segurança, educação, cultura e religião.

Resta saber se os novos integrantes repetirão o índice ou cumprirão o que prometem na relação abaixo.

Promessa é dívida:

ÁLVARO CAMILO, 51 (PSD) 
1° mandato – ÁREA: Segurança e terceira idade – “Pretendo expandir a Operação Delegada e estudar a possibilidade jurídica de efetuar uma atividade suplementar para a GCM.”
coronelcamilo@gmail.com 

ABOU ANNI, 46 (PV)
3° mandato
ÁREA: Trânsito e transporte
“Não dá para estipular [o projeto], pois imperioso se faz retomar as 145 proposições que foram apresentadas nas passadas legislaturas, tal como a manutenção da atribuição dos cobradores dos ônibus.”
abouanni@uol.com.br

ADILSON AMADEU, 62 (PTB)
3° mandato
ÁREA: Trânsito e educação
“Estou empenhado na criação do programa multidisciplinar da diabetes. Não é novo, mas é do interesse da população.”
canalcidadao@adilsonamadeu.com.br

ALESSANDRO GUEDES, 32 (PT)
1° mandato
ÁREA: Política urbana e outras
“Nosso mandato tem atuações em moradia, criança e adolescente, terceiro setor, educação, assistência social e movimento organizado.
Estamos trabalhando ideias de leis.”
alessandroguedespt@gmail.com

ALFREDINHO, 53 (PT)
3° mandato
ÁREA: Saúde e outras
“Minha prioridade é a aprovação do Programa de Equoterapia e Terapias Assistidas por Animais na saúde pública para pessoas com necessidades especiais.”
vereadoralfredinho@camara.sp.gov.br

ARI FRIEDENBACH, 52 (PPS)
1° mandato
ÁREA: Segurança e educação
“Criação ou expansão dos Centros de Acolhimento às Vítimas de Violência para um atendimento com mais qualidade, separando por gênero, orientação sexual, faixa etária.”
afriedenbach@camara.sp.gov.br

ARSELINO TATTO, 56 (PT)
7° mandato
ÁREA: Todas as áreas
“Vou trabalhar para aprovar projetos que eliminem a poluição sonora. Quero aprovar o projeto bolsa creche.”
arselino@tatto.com.br

ATÍLIO FRANCISCO, 61 (PRB)
4° mandato
ÁREA: Saúde e outras
“Tenho propostas para a terceira idade como a criação de um Conselho Municipal do Idoso, para avaliar as condições de atendimento e proteção ao idoso.”
atiliofrancisco@camara.sp.gov.br

AURÉLIO MIGUEL, 48 (PR)
3° mandato
ÁREA: Esporte e outras
“Uma ideia se refere à criação de Centros de Convivência para Idosos -após passar o dia neles, retornariam para seus lares à noite.”
aurelio.miguel@camara.sp.gov.br

AURÉLIO NOMURA, 57 (PSDB)
6° mandato
ÁREA: Meio ambiente e outras
“Pautarei meu trabalho em função da revisão do Plano Diretor, com projetos para a melhoria da qualidade de vida, sobretudo na mobilidade urbana.”
nomura@camara.sp.gov.br

CLAUDINHO DE SOUZA, 63 (PSDB)
3° mandato
ÁREA: Educação e outras
“Além do Plano Diretor, quero me dedicar à aprovação de um projeto de incentivo à doação voluntária de sangue.”
claudinho@camara.sp.gov.br

EDEMILSON CHAVES, 58 (PP)
1° mandato
Área: Diversas
“Teremos vários projetos, todos importantes com certeza, focados prioritariamente nas áreas da infância e juventude, sem esquecer da melhor idade e da segurança da mulher.”
vereador.predemilson@camara.sp.gov.br

EDUARDO TUMA, 31 (PSDB)
1° mandato
ÁREA: Segurança
“Fazer com que as forças policiais trabalhem juntas em um centro integrado e o fortalecimento da GCM, para que se torne uma polícia comunitária.”
e-mail não informado

GEORGE HATO, 32 (PMDB)
1° mandato
ÁREA: Esporte e outras
“A apresentação de projetos que sejam facilitadores para o desenvolvimento social.”
e-mail não informado

GILSON BARRETO, 68 (PSDB)
7° mandato
ÁREA: Habitação
“Apresentarei projeto para criar a Secretaria dos Direitos do Idoso, para que todas as atividades dessa natureza sejam centralizadas.”
gilsonbarreto@camara.sp.gov.br

GOULART, 59 (PSD)
5° mandato
ÁREA: Trânsito e outras
“Meu primeiro passo será trabalhar para a aprovação do PL 11/2005, que prevê a inclusão do cargo de psicopedagogo nas escolas municipais.”
contato@vereadorgoulart.com.br

JAIR TATTO, 44 (PT)
1° mandato
ÁREA: Política urbana
“Meus principais projetos: Bilhete Único Mensal, Regularização Fundiária e Implantação de Centros de Referência aos usuários de entorpecentes.”
jairtatto@camara.sp.gov.br

JEAN MADEIRA, 35 (PRB)
1° mandato
ÁREA: Juventude
“Um dos primeiros tem base na campanha Juventude Contra o Crack. Trata-se de uma semana em que estudantes realizarão ações de prevenção à droga.”
jeanmadeira@camara.sp.gov.br

LAÉRCIO BENKO, 39 (PHS)
1° mandato
ÁREA: Diversas
“Uma das principais bandeiras será a liberdade religiosa, ou seja, trabalhar contra a intolerância religiosa, principalmente pelas religiões de matrizes afrodescendentes.”
comunicacao@laerciobenko.com.br

MÁRIO COVAS NETO, 53 (PSDB)
1° mandato
ÁREA: Diversas
“Pretendo melhorar um pouco a qualidade de vida da população, obrigando a implantação de banheiro químico em feira livre.”
gvmcovas@camara.sp.gov.br

MARTA COSTA, 56 (PSD)
3º mandato
ÁREA: Saúde
“O gerenciamento e o trabalho legislativo não podem ser pontuados por um projeto. Trabalho e trabalharei com foco no bem-estar da população.”
vermartacosta@terra.com.br

MILTON LEITE, 57 (DEM)
5° mandato
ÁREA: Meio ambiente e infraestrutura urbana
“Atuo para a recuperação dos mananciais da zona sul de São Paulo, o que envolve canalização de córregos. Também habitação e infraestrutura urbana na zona sul.”
miltonleite@camara.sp.gov.br

NATALINI, 60 (PV)
4° mandato
ÁREA: Saúde e meio ambiente
“Projeto para avançar a sustentabilidade na cidade de São Paulo.”
natalini@camara.sp.gov.br

NELO RODOLFO, 53 (PMDB)
3° mandato
ÁREA: Diversas
“É difícil falar em um projeto principal de um mandato que está começando.”
vereadornelorodolfo@camara.sp.gov.br

NOEMI NONATO, 46 (PSB)
3° mandato
ÁREA: Saúde
“Meu principal objetivo é continuar a luta pela população, especialmente pelas crianças, idosos e mulheres.”
noeminonato@camara.sp.gov.br

ORLANDO SILVA, 41 (PC DO B)
1° mandato
ÁREA: Educação e outras
“Lei de Incentivo ao Esporte, que autoriza dedução de impostos para quem incentivar atividade esportiva.”
orlando.silva@camara.sp.gov.br

OTA, 56 (PSB)
1° mandato
ÁREA: Saúde
“Estamos focando mais com creches. O objetivo é lutar pelas crianças.”
ota@camara.sp.gov.br

PATRÍCIA BEZERRA, 41 (PSDB)
1° mandato
ÁREA: Desenvolvimento social e outras
“Trata-se de medida que vai corrigir a falta de anestesia para grávidas que optam pelo parto natural na rede pública.”
e-mail não informado

PAULO FIORILO, 49 (PT)
2° mandato
ÁREA: Educação e o Arco do Futuro
“As prioridades do mandato serão definidas a partir das comissões permanentes.”
fiorilo@ig.com.br

REIS, 51 (PT)
1° mandato
ÁREA: Educação e outras
“Pretendo encaminhar projetos de fomento ao desenvolvimento de bairros a partir da infraestrutura que permita a instalação de novas empresas.”
reisvereador13651@gmail.com

SANDRA TADEU, 56 (DEM)
2° mandato
ÁREA: Saúde
“Pretendo aprovar o Projeto Telhado Verde (PL 115/2009), que prevê a plantação de jardins no topo dos edifícios novos.”
sandratadeu@camara.sp.gov.br

SENIVAL MOURA, 47 (PT)
3° mandato
ÁREA: Transporte e outras
“Vamos apresentar vários, mas um dele em especial está em tramitação: o projeto de lei 697/09 referente à regularização fundiária.”
senivalpt@ig.com.br

SOUZA SANTOS, 48 (PSD)
2° mandato
ÁREA: Diversas
“Seguindo o pensamento e as diretrizes do mandato anterior, apresentarei projetos nas áreas de saúde, cultura e lazer, educação e habitação.”
souzasantos@camara.sp.gov.br

TONINHO PAIVA, 70 (PR)
6° mandato
ÁREA: Saúde e outras
“Participarei da Comissão de Política Urbana e do Plano Diretor, apresentando mudanças referentes ao zoneamento.”
vereador@toninhopaiva.com.br

TONINHO VESPOLI, 47 (PSOL)
1° mandato
ÁREA: Educação e outras
“Aumento de verbas para a educação, dos atuais 25% para 31% da arrecadação municipal.”
toninhovespoli@camara.sp.gov.br

VAVÁ DOS TRANSPORTES, 48 (PT)
1° mandato
ÁREA: Transporte e trânsito
“Vou apresentar o Projeto Garagem Escola. O objetivo é qualificar motoristas e cobradores para atender passageiros com mais qualidade.”
vavadotransporte@camara.sp.gov.br

 Fonte: Revista São Paulo

Começando 2013!

vereador goulart

Olá,

Começamos aqui um novo blog para o Projeto “Adote um vereador”, falaremos aqui sobre a gestão do vereador Antonio Goulart, eleito mais uma vez com cerca de 104.301, a maioria deles na zona sul da cidade de São Paulo.

Como qualquer cidadão que se preocupe com a política da sua cidade ou até de seu país gostaríamos aqui de mostrar a transparência do mandado do vereador. Esperamos contar com a agilidade e a boa vontade dele e de sua equipe nos pedidos de dados, informações e notícias da sua gestão.

Ficamos aqui à disposição de qualquer pessoa que queira participar dessa rede colaborativa, que saiba de informações que podem passar despercebida ou alguma dúvida que tenha sobre o Goulart e não saiba como chegar no vereador para se informar.

Vamos começar 2013 fazendo parte de um grupo que gostaria de ver e participar de uma nova política na cidade, no estado e no país.

Até mais

Mariana Belmont
Danilo Bueno

E para quem não sabe o que é ou como entrar no “Adote um vereador”, segue um vídeo com Milton Jung